Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alma de Hygge

O Hygge é um estilo de vida dinamarquês que define uma chave para a felicidade. Este blog é o culminar dessa filosofia com os fatores que para mim contribuem para ela. Ou seja, é a minha Alma Hygge!

Alma de Hygge

O Hygge é um estilo de vida dinamarquês que define uma chave para a felicidade. Este blog é o culminar dessa filosofia com os fatores que para mim contribuem para ela. Ou seja, é a minha Alma Hygge!

É ele que nos põe doentes e com mau estar. É ele que causa a inflamação no corpo, nomeadamente no sistema gastrointestinal. É ele que altera o nosso corpo, que nos deixa gordos e que nos acidifica. Deixamos de ser alcalinos, como quando nascemos

Tenho andado desaparecida, mas VOLTEI! :)
E trago um assunto muito falado nos dias que correm e que eu adoro. Porém, importante! A alimentação.

Derivado a todo o conhecimento que tenho vindo a adquirir com os melhores, apostem sem medos, numa alimentação à base de carne, peixe, ovos, fruta e legumes. É fundamental que a carne venha de animais felizes (animais criados ao ar livre), que os peixes sejam selvagens e que os ovos, legumes e fruta sejam também biológicos. Não é a carne de porco em si que faz mal à nossa saúde, são os aditivos que nela metem! E o mesmo acontece com outras carnes. Claro, que mesmo esta sendo caseira não convém comer à vontadinha. Mas se o chouriço, ou o presunto ou o lombo de porco forem caseiros, não abdiquem.

A regra de ouro é comer o que é natural, caseiro.... Comer como antigamente!

 Nas vossas próximas idas ao hipermercado deixem de lado a secção das massas, do arroz, do pão, das bolachas, dos cereais e das farinhas trigas e.t.c. No fundo tudo o que é composto por glutén não tem interesse, nem valor nutricional. É ele que nos põe doentes e com mau estar. É ele que causa a inflamação no corpo, nomeadamente no sistema gastrointestinal. É ele que altera o nosso corpo, que nos deixa gordos e que nos acidifica. Deixamos de ser alcalinos, como quando nascemos também à custa desse saboroso inimigo. No fundo, é mais uma vez ele um dos causadores de muitas doenças como o cancro. E sim, o glutén mata-nos aos bocadinhos. Mas não é o único! O açúcar  esse também é um veneno. E não adianta substituir por açúcar de coco ou stevia. Reparem é açucar na mesma e quando estes chegam ao nosso organismo não lhe é dado nome. É açúcar invariavelmente. O nosso organismo não os sabe diferenciar. Claro que essas substituições acabam por ser mais saudáveis, que o simples açúcar refinado e assim obtemos energia e aquela satisfação de adoçar o bico.
E vou deixar bem claro, que as gorduras boas como o azeite extra-virgem, ómega 3 ou as gorduras presentes em carnes caseiras são essenciais e não são prejurativas. Crescemos a ouvir que as gorduras engordam e nos fazem mal. Incutiram-nos isso. Erradamente! O fígado vai ser poupado se ingerirmos gordura boa minha gente.
Façam a experiência! Eliminem o glutén e o açúcar ou pelo menos o mau açúcar. Pode não ser a curto prazo ,que os resultados vão aparecer. Mas vão ver diferenças mais tarde ou mais cedo. Diferenças muito benéficas! Tanto no vosso bem-estar, como no vosso peso. Podem ficar magros, que o importante não são os quilos, mas sim a vossa saúde.

Acompanhem as vossas proteínas com batata (se possível doce, porque tem alto valor nutricional) e com vegetais.

Se adoram pão, no máximo façam-no em casa. Se adoram biscoitos, bolos, crepes, panquecas e toda uma parafernália de doces, vão até às vossas cozinhas e com ingredientes do bem (óleo de coco, farinha de amêndoa, cacau puro, mel e por aí adiante) vão cozinhar um belo manjar.

A manteiga, o queijo, as natas, os iogurtes ( estes têm que ser provenientes de vacas felizes) e o atum ainda são permitidos. Manteiga ghee ou milhafre. Queijo quark por exemplo. Natas frescas! Iogurtes gregos gordos! Atum em água ou azeite extra virgem! Apesar de serem lacticínios aceitam-se. Até porque os iogurtes são probióticos ótimos para os nossos intestinos. Leite não! Este não é fermentado como acontece nos iogurtes e é mais difícl de digerir.

Água sim, muita! Alcalina! Água das Pedras também. Chá com ervas naturais, maravilha! Sumos naturais não. Fruta é para ser comida crua.

Vegetais cozidos o mínimo possível. É importante preservar os nutrientes dos mesmos.

E vamos lá parar de denegrir a imagem do sal. Ervas aromáticas são muito melhores para temperar, é um fato. Mas acreditem que sal marinho, integral ou flor-de-sal até podem ser benéficos.

É benéfico comer quando temos fome.
É também benéfico exercitar o corpo, mas não fazê-lo de forma exagerada. É só rídiculo.
Tentem curar uma mazela sem medicamentos. Esses, pode até parecer que não, mas não querem o nosso bem.

Somos o que comemos, por isso atrevam-se a seguir estes meus conselhos.

Por fim, deixo-vos um pequeno-almoço excelente: 3 Ovos mexidos,metade de pêra abacate, um morango e 4 nozes.

Continuem por aí!

FIGURA%202-2_1.jpg